Madeira certificada: sustentabilidade ambiental, social e econômica


Aconchegante, sofisticada e versátil, a madeira dá um toque todo especial em qualquer ambiente. Incluir a madeira na decoração, além de elegância, trará um aspecto rústico e sofisticado aos espaços. Além disso, nenhum outro material acrescenta tanto a sensação de conforto e acolhimento.

Pisos, móveis, obras ou decoração. Em quase todos os cenários de uma residência, a madeira está presente. Por ser uma matéria-prima natural e atemporal, é uma excelente opção para quem se preocupa com a preservação ambiental aliada à praticidade e ao conforto.

Associados ao seu uso, podem vir atos ilegais, como o desmatamento e até o trabalho escravo. Por isso, é fundamental saber qual a origem da madeira que entra na sua casa.

Produção FF Design

Para diferenciar o processo pelo qual a madeira passa até virar um produto final, foram estabelecidos termos como 'madeira legal', 'certificada' e 'ilegal'. No Brasil, o FSC (Forest Stewardship Council ou Conselho de Manejo Florestal) é uma das entidades envolvidas na certificação das empresas e dos processos que seguem critérios importantes de sustentabilidade. O selo do FSC, que pode ser visto desde nas caixas longa vida dos produtos industrializados (usada para o leite, por exemplo) até nos móveis, é um comprovante de que aquele produto é correto do ponto de vista ambiental, social e econômico.

Classificações:

Madeira ilegal: é extraída de forma irregular, pois não respeita as áreas preservadas, as comunidades do entorno e nem o ecossistema dependente dela. Todo o processo ocorre de forma incorreta, com sonegação de impostos, transporte inseguro e risco à saúde de quem trabalha no processo. Madeira legal: tem as licenças ambientais, mas essas somente regulam a extração no sentido ambiental, deixando de lado as questões sociais, trabalhistas e econômicas. A precária fiscalização permite que empresas licenciadas adotem práticas ilegais. A extração dessa madeira pode degradar a floresta e, dessa forma, não garante um bom desempenho socioambiental da floresta. Madeira certificada: além das licenças ambientais, deve seguir critérios que garantem a saúde da floresta, das comunidades, dos trabalhadores e da economia do setor. O manejo florestal é pensado de forma que imite o ciclo natural da floresta e possui fiscalização frequente por parte das certificadoras.

Aqui na FF Design, nós optamos (na maior parte dos casos, vamos falar sobre isso em outro post.) pela Madeira Certificada! Acreditamos nos benefícios da extração adequada de madeira florestal, que evita o desmatamento e extração de espécies em extinção.

Optar por produtos que tenham um dos selos de certificação significa incentivar a preservação da natureza em todos os sentidos.

"A madeira certificada garante uma consciência limpa para o consumidor, já que não tem comunidade sendo explorada ou trabalhador escravizado. Também não causa nenhum tipo de desmatamento e não usa produtos químicos transgênicos."

Seja um consumidor fiscal, escolha seus objetos de decoração de forma consciente!

#madeiralegal #madeiradelei #madeiracertificada #SELOFSC #sustentabilidade #consumoconsciente #ConsumidorConsciente

RECENTES
ARQUIVO
PROCURE
POR TAGS