Sustentabilidade x Meio Ambiente


  Sustentabilidade: Ela é a palavra da vez! 

  No contexto atual, é quase impossível encontrar alguém que nunca a tenha escutado por aí. No entanto, será que a gente realmente sabe o que significa sustentabilidade? Ela significa a mesma coisa que Meio Ambiente? E como a gente pode colocar em prática a sustentabilidade e enfim, atingir o tal o do Desenvolvimento Sustentável? É sobre isso que vamos falar hoje aqui no blog!

Fonte: Green Sustentável

O termo “sustentável” tem origem do Latim: “sustentare”, que significa sustentar, favorecer e conservar.

  Quando falamos em Sustentabilidade, estamos falando de um conceito que pode ser aplicado em diferentes áreas, mas que deve basear-se em 3 pilares para ser bem-sucedido: o social, o econômico e o meio ambiente. Ou seja, ela é uma característica ou condição de um processo ou de um sistema (um conjunto de processos organizados) que permite sua permanência e longevidade.

  Na prática, a sustentabilidade está definida como a capacidade que o indivíduo ou um grupo de pessoas tem em se manterem dentro de um ambiente sem causar impactos a esse ambiente. Mas apesar da sustentabilidade estar associada diretamente ao meio ambiente e a tudo o que envolve este, não está limitada somente a isto!

Sustentabilidade é saber suprir as necessidades presentes sem interferir nas gerações futuras.

Os Três Pilares

  • Social - Relaciona-se diretamente às pessoas e a sociedade como um todo.

  Estão inseridas neste pilar as práticas de inclusão social, salarial e de direitos básicos e trabalhistas, projetos sociais, voluntários, comunitários e de capacitação de pessoas, técnicas e inovações que retornam em benefícios para a sociedade, implementação de ambientes de trabalho seguros com remuneração justa, etc.

  • Econômico / Financeiro - Relacionado ao crescimento econômico

 São práticas que usam corretamente recursos como instalações, solo e mão-de-obra, visando um fortalecimento da econômica interna deste local.

  Este é o pilar que comumente gera confusão nas pessoas porque remete ao crescimento econômico interno de uma empresa, quando na verdade deveria remeter ao crescimento econômico do local onde essa empresa está instalada.

Vamos analisar um exemplo: Uma empresa X de produtos químicos quer abrir uma filial numa cidade brasileira. Ela começa a sua construção, demandando mão-de-obra e pagando diversos impostos para o governo, o que movimenta a economia desse local. Parece ótimo a primeira vista, mas a empresa não cuida das questões ambientais ligadas a sua atuação. O governo então precisar gastar dinheiro com a limpeza e contenção de dejetos químicos nos rios e com saúde, visto que seus habitantes estão consumindo essa água contaminada. Neste caso, o retorno econômico que seria gerado com essa nova empresa teve que ser desviado para o bem-estar social e ambiental daquela população.

  • Natureza / Meio Ambiente - Gerenciamento de recursos

  O pilar do meio ambiente está ligado diretamente ao gerenciamento de recursos naturais utilizados (ou  degradados) durante as práticas humanas ou industriais, na pesquisa de novas fontes e alternativas renováveis, na gestão de resíduos produzidos, na compensação ambiental e tantas outras práticas de preservação da natureza.

  Com certeza esse é o pilar mais famoso e que muitas vezes é confundido com o próprio conceito de sustentabilidade, mas nós já sabemos que uma prática sustentável envolve 3 pilares, certo?

Contexto Histórico:

  Mundialmente a palavra sustentabilidade começou a ser propagada a partir da realização da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano – United Nations Conference on the Human Environment (UNCHE), em junho de 1972, em Estocolmo. A partir deste evento, que foi o primeiro encontro mundial promovido com o objetivo de discutir assuntos relacionados ao meio ambiente e soluções para a a sua preservação e da humanidade, o conceito de sustentabilidade passou a ganhar uma maior importância. 

  Em 1983, é estabelecida a Comissão Mundial das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. Esta comissão foi incumbida de investigar as preocupações levantadas nas décadas anteriores acerca dos graves e negativos impactos das atividades humanas sobre o planeta, e como os padrões de crescimento e desenvolvimento poderiam se tornar insustentáveis caso os limites dos recursos naturais não fossem respeitados. O resultado desta investigação foi o Relatório “Nosso Futuro Comum” publicado em abril de 1987.

  O documento ficou conhecido como Relatório Brundtland, em referência à Gro Harlem Brundtland, ex-primeira ministra norueguesa e médica que chefiou a comissão da ONU responsável pelo trabalho. O Relatório Brundtland formalizou o conceito de desenvolvimento sustentável e o tornou conhecido do público.

No Brasil, a expressão “sustentabilidade”, ganhou dimensões maiores após a realização da Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (ECO), em 1992, no Rio de Janeiro.

Fonte: Escola Kids

Desenvolvimento Sustentável

  A definição mais popular de desenvolvimento sustentável é: “Atender às necessidades da atual geração, sem comprometer a capacidade das futuras gerações em prover suas próprias demandas". Para isso, é necessário planejamento, acompanhamento e avaliação de resultados, pois seus três pilares devem estar alinhados com os objetivos da comunidade e /ou empresa, não podendo ser definidos com base em ações pontuais ou simplesmente compensatórias.

  O desenvolvimento sustentável é um caminho trilhado diariamente, com respeito mútuo e consciência de que todas as empresas, comunidades, pessoas e demais seres são partes integrantes de um único ecossistema. Assim, para que haja equilíbrio, é necessário que cada parte leve em consideração o todo, entendendo que é só uma pequena parte de um universo infinitamente maior, mas que pode ser afetado por suas ações.

Fontes: Brasil Sustentável, WWF, Estadão, Scielo : Sustentabilidade,  O Eco, Wikipédia

#desenvolvimentosustentável #ecodesign #designsustentável #designecológico #slowdesign #consumoconsciente #consciênciaecológica #sustentabilidade #sustentável #economiacircular #economialocal

RECENTES
ARQUIVO
PROCURE
POR TAGS

REVENDEDORES

Quer revender? Mande um e-mail para contato@ffdesign.cc

com uma breve história da sua loja!

INFORMAÇÕES

Fast Forward Design  |  Rio de Janeiro - RJ, Brasil  | ©2018 Site by Martina Bollentini

FF Design 23.971.927/0001-74 - Consulte nossos prazos de entrega.