Primavera: reconheça os sinais da sua chegada

Estamos saindo do Solstício de Inverno, a época do ano em que temos os dias mais curtos do que as noites aqui no hemisfério Sul. A partir do dia 22 de setembro, os dias começam a ficar um pouco mais longos, o clima a esquentar e nossas plantas reagem à essas mudanças.

gif

O inverno é o período cuja a maioria das plantas se prepara para passar porque esta é uma estação em que não há tanta atividade metabólica por causa da diminuição da incidência dos raios solares (devido a inclinação da Terra em relação ao Sol), das temperaturas que tendem a ser mais amenas, e da umidade no ar que também diminui bastante durante a estação - o que dificulta a fotossíntese para a planta - e, por causa desses fatores, as plantas parecem ter “estacionado” durante esses meses mais frios.

E, de fato, isso acontece: as plantas entram em dormência por causa dessa série de mudanças que ocorrem no Inverno e podem, muitas vezes, além de não apresentar crescimento, perderem suas folhas e flores para não terem que se esforçar para mantê-las já que estão fazendo uma fotossíntese mais custosa, digamos assim..

Monstera Adansonii desenrolando uma nova folha
Monstera Adansonii desenrolando uma nova folha

No entanto, o comportamento da planta começa a mudar conforme nos aproximamos do início da Primavera. Já no final do inverno, com o início do aumento das temperaturas e também da incidência de raios solares, as plantas começam a dar sinais de que estão reagindo à mudança da estação.

É importante lembrar que o Brasil tem dimensões continentais e essas alterações de temperatura e umidade podem ser mais drásticas ou mais sutis em cada região, então nenhum sinal descrito aqui é uma regra fixa! Lembre de adaptar à sua realidade.

Como reconhecer esses sinais? Bem simples: observe se sua plantinha já começou a emitir novas folhas ou a ramificar produzindo brotos. Pode ser que ela já esteja começando a produzir suas primeiras hastes florais.



OS SINAIS NAS PLANTAS


  1. Folhas que pararam de amarelar e cair: muito comum no Inverno, a queda e amarelamento não costumam acontecer em plantas saudáveis na Primavera.

  2. Novas brotações: novas folhas começam a brotar e surgem maiores do que as anteriores.

  3. Maior incidência de regas: a retomada do metabolismo da planta faz com que ela use mais água que está disponível no solo e as regas precisam ser mais frequentes.

  4. Flores: as vezes as plantas florescem juntamente com os novos brotos que estão nascendo.


Esses são os sinais de que elas acordaram desse período de dormência e estão prontas para voltar com tudo!


OS SINAIS NO CLIMA

  1. Dias e noites com a mesma duração: conhecido como Equinócio, esse é o momento em que o a Linha do Equador está alinhada com o Sol e recebemos uma quantidade maior de radiação solar.

  2. Maior intensidade de raios solares: Apesar do maior índice de radiação solar, a temperatura se mantém relativamente amena por conta das chuvas.

  3. Aumento gradual de chuvas: o índice pluviométrico tende a ser bem maior do que no Inverno, que é considerada uma estação seca.

  4. Maior umidade relativa no ar: juntamente com a chegada das chuvas, a umidade no ar aumenta durante a Primavera.

  5. Grande presença de insetos polinizadores: como as plantas estão voltando a produzir folhas e flores com intensidade, esse insetos aparecem em maior quantidade nessa época.


Gostou do post? Nos siga no Instagram para acompanhar nossas postagens e não esqueça de deixar seu comentário se tiver alguma dúvida.


Até o próximo post!