10 Maneiras de Deixar sua Marca Mais Eco-friendly


Imagem com folhas e título: 10 dicas para ter uma marca mais eco-friendly


Se você tem um marca com produção artesanal e está procurando soluções que adequem o seu negócio às atuais (mas sempre pertinentes) demandas ecológicas e não sabe por onde começar, você chegou no lugar certo! Separamos algumas dicas que podem te ajudar a reduzir a pegada de carbono da sua empresa e deixar a sua produção mais ‘limpa’.


Sabemos que o nosso atual modelo econômico é voltado para a retenção de capital e geração de lucros a todo custo, e que isso acabou deixou as nossas questões sociais e ecológicas de lado, priorizando as demandas financeiras. Isso fez a busca por alternativas sustentáveis crescer e a mudança de hábitos, necessária. Clientes e empresas passaram a repensar seus valores e atitudes, bem como seu modo de vida e os impactos de suas ações no mundo.


O nosso desafio é nadar contra a corrente e encontrar alternativas viáveis para que as pequenas marcas consigam diminuir o dano ambiental e incentivar práticas que sejam positivas sócio-econômico-ambientais. Afinal, esses são os três principais pilares de uma marca que é sustentável, como já falamos aqui no blog. Nós, como pequenas marcas, somos responsáveis por difundir e educar os consumidores quanto às práticas nocivas das grandes empresas e como o produzir artesanal se distancia disso e pode ganhar espaço se diferenciando nesse mercado.


Post relacionado: Diferenças entre Green Design x Design Sustentável e Eco Design


1- Compensação Ambiental: Selo Eureciclo


Já falamos da importância da reciclagem aqui no blog, e até sobre o Selo Eureciclo. O Selo foi idealizado para solucionar dois grandes problemas: a destinação final de embalagens geradas por empresas e a marginalização dos agentes da cadeia de reciclagem.


Assim surge a ideia da compensação ambiental: as empresas pagam as cooperativas para retirarem do meio ambiente uma quantidade equivalente de material ao das embalagens de seus produtos. A EuReciclo traz uma solução essencialmente atrelada aos impactos positivos no meio ambiente e nas pessoas que trabalham no setor da reciclagem.


Os índices de reciclagem no Brasil ainda são baixíssimos e a produção de resíduos é imensa. Catadores e cooperados fazem um trabalho de grande importância e não são valorizados. Nos oceanos já estão se formando ilhas de lixo e o microplástico já faz parte da nossa cadeia alimentar. A lei para resolver o problema existe, mas quem cumpre? Foi por todos esses desafios que o selo EuReciclo surgiu e a sua missão é mudar essa realidade.


Desde que foi criada no Brasil, a empresa gerou um aumento de até 15% na renda dos cooperados(as), impactou mais de 800 cooperados(as) em 8 estados e rastreou mais de 160 mil toneladas de resíduos sólidos. E já opera desde junho de 2017 no Chile. E não para por aí! O selo EuReciclo busca, além de desenvolver a cadeia de reciclagem no país, também levar educação ambiental e informação para que os consumidores se empoderem e possam tomar decisões mais responsáveis.


Leia Mais: Logística Reversa e Selo EuReciclo. Você sabe o que é?


2- Reduza o Impacto das Embalagens


Será que conseguimos mensurar o real impacto que as embalagens causam no meio ambiente? Acabamos criando um produto com o único intuito de transportar um outro produto dentro dele. Além disso, as embalagens são de uso único, ou seja, são descartadas logo após cumprir o seu papel de transportar. Sacolas, caixas, proteções, cartões, embrulho, fita adesiva, identificação de mercadoria, nota fiscal. Quantos sub-produtos acabam sendo criados quando fazemos uma encomenda online, por exemplo? Muitos!

Uma forma eficaz de reduzir a pegada da sua empresa é adequando o tamanho, material que é produzida e até formato das embalagens. Vamos começar falando do tamanho das caixas: quanto menor a caixa, menor o gasto de matéria-prima e espaço utilizado para transporte. A mesma coisa acontece com os formatos: dê preferência para os formatos quadrados e retangulares que podem ser empilhados mais facilmente, otimizando a logística da entrega. Quanto ao material, dê escolhas os que tem origem reciclada para embrulhos externos, caixas, papéis informativos, etc. O papelão, o papel kraft, papel manilha e papel reciclado são ótimas alternativas que falaremos mais abaixo.



Dica extra: um produto que não fica sambando dentro da caixa chega ao destino final com menos avarias ;)


3- Substitua as Fitas Adesivas!


Você já adequou sua embalagens, seus papéis de embrulho e está tentando reduzir sua pegada, até que precisa fechar a sua caixa e se depara com o dilema: Como substituo a fita adesiva de plástico? Usar fita crepe seria uma solução legal, afinal ela feita de papel. Infelizmente ela não tem a resistência necessária para lacrar as caixas contra violações, mas a fita gomada tem!


A fita gomada é feita a partir do papel Kraft, recebe uma camada de cola vegetal (feita de amido) que é ativada com água. Ao contrário da fita adesiva plástica tradicional, ela é completamente reciclável e se decompõe em 6 meses! É resistente, tem alta adesividade e algumas empresas que fabricam embalagens conseguem personalizar mensagens nessas fitas.


Não se deixe enganar: a fita gomada reforçada não é a mesma que a fita gomada comum. A reforçada tem fios finos de poliéster que são difíceis de serem separados da fita e não permitem sua reciclagem!


4- Itens de Papelaria / Informativos